Faculdade Teológica das Assembléias de Deus

 
 
Ver mais resumos de: Satanismo Na Igreja

PEDAGOGIA: OS AGENTES DA EDUCAÇÃO
Pedagogia; agentes que educa, são todos aqueles que direciona, orienta ou delega-se à pessoas, ensinando o que deve fazer como fazer, como Pai, Mãe, Avós, Tios, os mais velhos, Autoridades, Mestre, Professores etc.
A prática pedagógica da Educação atual, a pratica pedagógica da atualidade, as modificações da sociedade, a escola contemporânea, o saber cientifico e a busca pelo saber.
As relevantes modificações sofridas por nossa sociedade no decorrer do tempo, dentre elas o desenvolvimento tecnológico e o aprimoramento de novas maneiras de pensamento sobre o saber e sobre o processo pedagógico, têm refletido principalmente nas ações dos alunos no contexto escolar, o que tem se tornado ponto de dificuldade e insegurança entre professores e agentes escolares resultando em forma de comprometimento do processo ensino-aprendizagem. Desta forma, faz-se necessário à busca de uma nova reflexão no processo educativo, onde o agente escolar passe a vivenciar essas transformações de forma a beneficiar suas ações podendo buscar novas formas didáticas e metodológicas de promoção do processo ensino-aprendizagem com seus alunos, sem com isso ser colocado como mero expectador dos avanços estruturais de nossa sociedade, mas um instrumento de enfoque motivadas desse processo. A sociedade atual se vê confrontada com o desenvolvimento acelerado que ocorre a sua volta, onde o desenvolvimento e as descobertas ocorrem em frações de segundos, ocasionando um certo desgasto e comprometimento das ações voltada para o aprimoramento do ensino.
O processo educacional sempre foi alvo de constantes discussões e apontamentos que motivaram sua evolução em vários aspectos, principalmente no que tange a condição de metodologias de ensino por nossos educadores e a valorização do contexto escolar formador para nossos alunos.
Quem é o Agente da Educação: É aquele que sabe escutar e acolher os diferentes olhares, dúvidas e desejos dos alunos e seus familiares, ao tempo em que ajuda a equipe escolar a fortalecer a relação de parceria com famílias e a comunidade local.
Como o Agente da Educação trabalha: Em parceria com os gestores, com a equipe pedagógica e com os demais integrantes da escola. O Agente da Educação realiza uma série de atividades focadas no alunos e na aproximação das famílias na rotina estudantil.
As diversas funções educativas presentes no espaço escolar: O processo histórico de democratização do ensino no Brasil passou por inúmeros concepções e etapas, desde a elitização até a gerantia de acesso, permanência e direito à aprendizagem de todos os alunos, independentemente de sua classe social. Muitas lutas tiveram que ser travadas pelos profissional que atuam no educação, no intuito de superar a cultura imperativa e tradicionalista.
Quando falamos em funcionário da educação, a luta é ainda maior, pois a Gênese histórica que permeia as funções executadas por essas pessoas nos estabelecimentos de ensino vai desde as religiosos coadjutores, que atuavam no Colégio dos Jesuítas de Salvador (1550), passando pelos escravos serviçais na época das aulas régias (1772) até os subempregados Clientelísticos e burocratas administrativos, presentes na multiplicação das escolas primárias, no fim do século XlX.
Os coadjutores eram irmãos que ajudavam e auxiliavam os padres professores, atendendo os alunos do internato, no que diz respeito à alimentação, saúde, lazer, religiosidade entre outros, por isso são considerados como os primeiros funcionários da educação integral. Em 1759, com a expulsão dos jesuítas do Brasil e das colônias de Portugal, criaram-se as “aulas régias”, por meio da Reforma de Estudos realizada pelo Marquês de Pombal. Nessa época, qualquer leigo com um pouco maior de embasamento podia atuar como professor recebendo um pequeno salário da Câmera Municipal e a figura dos funcionários da educação praticamente inexistiu. Apenas, alguns escravos serviçais auxiliavam na limpeza das salas, serviam água para alunos e dispunham materiais para higiene do professor. Esta situação se perpetuou por muito, tempo, mesmo com a realização do primeiro concurso para professor em 1760.
O presente trabalho visa compreender o papel da escola e do profissional da educação como agente essencial para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e democrática, visto que o papel da escola formar cidadãos, e proporcionar aos alunos os ensinamentos que eles necessitam para viver e trabalhar neste mundo de evolução, bem como orienta-los para a vida. Isso só acontece, se a escola definir como meta, o trabalho crítico com os conteúdos a ser estudados pelos educandos. A educação como sabemos é um processo natural, que se dá com pessoas natural, pois já nascemos aprendendo e sabendo uma infinidade de coisas importantes, através dela promovemos a hamonia, a compreensão, a tolerância e a paz na sociedade. No entanto, a educação não e um produto que se encontra nas prateleiras dos supermercados, mas é a transmissão de culturas e conhecimentos que recebermos e retransmitimos todos os dias.
A Educação não mérito de um único professor ou de uma única escola, mas é o objetivo de todo docente e de toda comunidade escolar, ninguém escapa da educação, pois em casa, na rua, na Igreja ou na escola, todos nós envolvemos pedaço da vida com ela, visto que para aprender, para ensinar, para apreender e ensinar, para saber, para fazer ou para conviver, todos os dias misturamos a vida com a educação.
O conhecimento e quem assegura, ao individuo, o respeito a sua maneira de pensar e agir, haja vista ser, no momento, o que consideramos de maior importância na elevação social no atual momento de grandes e significativos mudanças globais. Não um conhecimento compartilhado, mas um saber amplo, duradoura, crítico e emancipatório. E isso só é possível, se a escola abrir as portas para uma educação cidadã, que respeite as experiências vividas por seus alunos.
Hoje, felizmente, podemos e devemos ensinar nossos alunos a pensar, a questionar e a aprender a ler a nossa realidade, para que possam construir opiniões próprias.


Autor: Leonardo Corrêa Fernandes
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Tweet

(Classificação Média 4 com base em 1 votos)

Ver mais resumos de: Satanismo Na Igreja

OUTROS RESUMOS DE

Veja abaixo outros resumos de .

RESUMO DE ADMINISTRAÇÃO ECLESIÁSTICA

O conceito geral de administração se resume em duas palavras: gerenciamento e organização.
Segundo os estudiosos Stoner e Feeman, Administração é o "processo de planejar, organizar, liderar
ver mais


Na realidade a homofobia é o nome dado ao comportamento que uma pessoa tem em relação a outra pelo fato de ser homossexual. Sentimento de aversão que faz com quem reprova tal pratica queira agredir fisicamente. É apenas um projeto de lei
ver mais


A ocupação do pastor é pregar a palavra com toda sua força, mesmo que para muitos lhes pareça loucura, foi essa a missão que Deus o designou. Por intermédio da explanação da palavra de Deus, pecadores se convertem e a mesma também
ver mais


A igreja modelo é a igreja que vive em santidade.
Deus não abençoa quem vive no pecado, "sede santos porque eu sou santo" (1 Pedro 1:16).
Jesus é o grande construtor da igreja, Somos iguais a Jesus quando nossas atitudes condizem com
ver mais


A palavra autoridade no grego, significa: direito de mandar (ecsusia).
Toda autoridade vem de Deus e Ele delega ao homem.
O diabo tendo usurpação de ser como Deus se rebela, dando inicio a origem ao pecado da rebelião.
Deus cria o homem,
ver mais


Veja todos os resumos de: Satanismo Na Igreja

 
 
 

Ver outros Alunos pela primeira letra do nome:




 
 
Dúvidas? Chame no Whats!