Faculdade Teológica das Assembléias de Deus

 
Não Perca!
 
Ver mais resumos de: Satanismo Na Igreja

CONCEITO GERAL ESCATOLOGIA
A Hermenêutica bíblica é o estudo dos princípios e métodos de interpretação do texto bíblico. Segundo (Timóteo 2: 15) comanda os crentes a se envolverem na hermenêutica: “procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que manja bem a palavra da verdade”. O propósito da hermenêutica bíblia é nos ajudar a saber como interpretar, entender e aplicar a Bíblia corretamente.
O Alegorismo e o Literallismo: no alegorismo judaico, dois de seus defensores são Orígenes (185-254) escritor, Teólogo e Professor, e Clemente de Alexandria que faziam parte da escola do Alexandria. Os três aspectos defendida por Orígenes, são o literal, ao nível do corpo; o moral, ao nível da alma; e o alegórico, ao nível do espirito. Clemente defendia cinco pontos para interpretação do texto: o histórico, o doutrinário, o profético, o filosófico e o místico. O alegorismo reformulado por Agostinho de Hipona. Transformou em quatro: sentido literal, sentido moral, sentido alegórico, sentido analógico.
O Literalismo é considerado por muitos como um teste de Ortodoxia-a única hermenêutica pelo qual alguém pode interpretar e entender corretamente a Bíblia. Os pré-milemistas dispensacionalistas, que rejeitam outras visões escatológicas na crença de que elas tendem à “espiritualização” e “alegorização”, reivindicam a distinção de serem literalistas consistentes.
Três Escolas Escatológicas mais conhecidas: Pré-milenar, ou seja, a visão em que jesus volta antes do milênio e crêem que existirá arrebatamento. Pós-milenar é a escola escatológica defende que Cristo vira pela segunda vez, ao término do milênio. Muitos pós-milenista crêem que a era milenar iniciou-se quando o Evangelho houver sido pregado em toda a terra. O amilenismo, na escatologia cristã, crê que o milênio de Apocalipse 20 deve ser interpretado simbolicamente. O amilenismo clássico crê num milênio que iniciou-se com a primeira vinda de Cristo, representando o período do Evangelho, que segue entre a ressurreição de Cristo e a segunda vinda de Cristo. Os amilenistas não crêem que existira o arrebatamento. Na visão amilenista, seria o período da dispensação da graça, onde o justos falecidos habitariam com Deus, e Satanás teria o seu poder limitado, culminando com a volta de Cristo e com o juízo final e único, iniciando a eternidade.
O Novo Testamento está cheio de exemplos onde pessoas erram ao falhar em reconhecer ou só de linguagem figurada por Jesus. Quando Jesus falou do templo de seu corpo (João 2: 21), os judeus erraram ao pensar no templo físico e exigiram sua morte sobre a base interpretação literal equivocada (Mateus 26: 61). A interpretação literal de Nicodemos livrou-o a perguntar se “nascer de novo” significa “temos a entrar no ventre de sua mãe” (João 3: 4). Etc. Esses exemplos são suficientes para demostrar que uma interpretação literal (não figurada) pode levar a conclusões equivocadas.
Há uma fase na História do cristianismo, cerca de 30 a. C. que é chamada de “era apostólica” ou “Igreja primitiva”. No inicio as Igrejas estavam em formação e em sua maioria estavam em Jerusalém sobre à orientação dos Apóstolos, entre eles Pedro, João e Tiago. E entre os primeiros estavam os judeus e os gentios convertidos ao judaísmo, e confessavam a fé em Jesus Cristo como messias, cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. O fato de assumirem a fé em Cristo e dessa forma, se recusarem a adorar a outros deuses e imperadores, gerou muitas perseguições e prisões.
O dispensacionalismo apresenta todo o plano de Deus, através dos séculos por períodos, como se foram de um livro, embora sejam distintos têm o mesmo contexto, ou seja, mesmo as dispensações sendo diferentes estão interligada e elas tratam do mesmo contexto, que ée a revelação de Deus ao homem e também o desenvolvimento desde relacionamento.
As alianças e a Escatologia: encontramos nas alianças; Abraâmica, Mosaica, e Davidica, implicações escatológica que resolvem e explicam grandes discursões em várias áreas da doutrina. A aliança com Abraão é a raiz das demais. O mais aceitável o nascimento de Abraão no ano 2166 a. C. Filho de Terá, estava morando na cidade Hará, onde Deus se revela a ele. Seu chamado está registrado em (Gênesis 12: 1-3). A aliança com Davi também esta ligada diretamente a Abraâmica, porém com pormenores que se referiam a Davi e seus descendentes. Sua apresentação por parte de Deus através do profeta Natã se encontra em (2º Sm 7: 12-16).
A descrição do arrebatamento da Igreja esta no livro de (1º Ts 4: 13-18); e (1º Co 15: 50-54). No entento, mesmo este conceito sendo descrito na Bíblia, nela não está presente a palavra “arrebatamento”. Assim, a ideia do arrebatamento no âmbito da Igreja consiste numa interpretação que algumas fizeram de determinadas passagem bíblica.
As revelações de Jesus para o tempo do fim: As profecias da Bíblia explicadas, versículo a versículo, palavra a palavra. O apóstolo Pedro nos aconselha: conforme esta em (1º Pe 3:15). Nos, que vivemos nos últimos dias da história da terra, só podemos fazer isso conhecendo as profecias bíblicas sobre o tempo do fim.
Arrebatamento? A Bíblia diz que quando os mortos em Cristo ressuscitarem, todos os cristãos que estão vivos serão arrebatados para o Céu.
O que é o arrebatamento? O arrebatamento é quando os salvos que estão vivo serão levado para o céu, junto de Jesus, sem morrerem (1º Tessalonicenses 4: 13-17). Enoque e Elias foram arrebatados, subiram vivo ao céu (Gênesis 5: 24; 2º Reis 2: 11), também Jesus, depois que ressuscitou, subiu ao Céu, enquanto seus discípulos olhavam (Atos dos Apóstolos 1: 9, 10). O arrebatamento vai acontecer quando Jesus voltar para buscar os salvos, nos últimos tempos (João 14: 2,3). Ninguém sabe quando isso será e poderá acontecer em qualquer altura, pós isso temos de estar sempre preparados. Há muitos debate sobre se acontecerá antes, durante ou depois da grande tribulação mencionada em (Mateus 24: 21). As duas teorias principais são:
Pré-tribulação. Algumas pessoas acreditam que o arrebatamento da Igreja vai acontecer antes da grande tribulação, deixando todos que não crêem na terra para sofrerem. Também acreditam que alguns ainda poderão ser salvos depois do arrebatamento.
Pós-tribulação. Outras pessoas acreditam que os salvos serão arrebatados depois da grande tribulação, isso acontecerá na altura da segunda vinda de Jesus. Também é bom lembrar que deus tem uma noção de tempo muito diferente da nossa (2º Pedro 2: 8).
Igreja após o arrebatamento? O tribunal de Cristo: As obras serão provadas 1º Coríntios 3: 13. A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia declarará, porque pelo fogo será descoberta, e o fogo provorá qual seja a obra de cada um, 2º coríntios 5: 10. Porque todos devemos comparecer antes o tribunal de Cristo, para que cada um receba sugundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal, são culpado ou inocentes. Agora trata-se da questão de recompensa. Cristo irá galardoar os seus, Apocalipse 22: 12 ... e oe o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.

Autor: Leonardo Corrêa Fernandes
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Tweet

(Classificação Média 4 com base em 1 votos)

Ver mais resumos de: Satanismo Na Igreja

OUTROS RESUMOS DE

Veja abaixo outros resumos de .

RESUMO DE ADMINISTRAÇÃO ECLESIÁSTICA

O conceito geral de administração se resume em duas palavras: gerenciamento e organização.
Segundo os estudiosos Stoner e Feeman, Administração é o "processo de planejar, organizar, liderar
ver mais


Na realidade a homofobia é o nome dado ao comportamento que uma pessoa tem em relação a outra pelo fato de ser homossexual. Sentimento de aversão que faz com quem reprova tal pratica queira agredir fisicamente. É apenas um projeto de lei
ver mais


A ocupação do pastor é pregar a palavra com toda sua força, mesmo que para muitos lhes pareça loucura, foi essa a missão que Deus o designou. Por intermédio da explanação da palavra de Deus, pecadores se convertem e a mesma também
ver mais


A igreja modelo é a igreja que vive em santidade.
Deus não abençoa quem vive no pecado, "sede santos porque eu sou santo" (1 Pedro 1:16).
Jesus é o grande construtor da igreja, Somos iguais a Jesus quando nossas atitudes condizem com
ver mais


A palavra autoridade no grego, significa: direito de mandar (ecsusia).
Toda autoridade vem de Deus e Ele delega ao homem.
O diabo tendo usurpação de ser como Deus se rebela, dando inicio a origem ao pecado da rebelião.
Deus cria o homem,
ver mais


Veja todos os resumos de: Satanismo Na Igreja

 
 
 

Ver outros Alunos pela primeira letra do nome: